terça-feira, 28 de janeiro de 2014

...tem a cor da felicidade!

foto da net


A cor com que escrevo está vidrada nos olhos
e pulsa em cada batimento cardíaco!
Tem dias que carrego nos tons pastel,
aqueles dias que tudo tem sabor a mel!
Outros dias que abuso da cor azul,
quando fundo o céu com o mar.
E outros há em que não largo os verdes,
viajando pela natureza que me rodeia!
Se vos pintar o sol, aqueço a redação!
  Se traçar a lápis o desenho do meu dia,
uso carvão e escureço o tom!
Mas,
como na esperança de um novo texto
mora a cor da paixão,
escrevo um final tom de fogo,
numa cor quente,
vermelho,
porque não?

6 comentários:

  1. Eu já ficava feliz se tivesse a certeza que a cor da minha escrita durava ainda um lustro !

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  2. Ah Luisinha, como este texto me elucidou acerca do anterior!
    E como está bonito!
    Parabéns. Parabéns, mesmo.

    ResponderEliminar
  3. E porque não? O vermelho do amor de coração ,,,,lindo :-) :-) :-)

    ResponderEliminar

Olhares de perto