domingo, 8 de março de 2015

Abraça-me

Abraça-me!
Abraça-me apertado no silêncio
que me acolhe no traçado do destino!
Abraça-me!
Abraça-me como só tu sabes fazer.
num abraço imenso de ti em mim,
falando o nosso segredo, baixinho!
Hoje, apenas hoje, abraça-me!
  


3 comentários:

  1. Um abraço, um abraço, jamais devemos negá-lo, pois ele traz paz e alegria tanto de quem o recebe quanto de quem o dá. Bela poesia!
    Abração.

    ResponderEliminar
  2. Abraça-me apertado no silêncio
    que me acolhe no traçado do destino!

    Ises abrazos que tanto necesitamos... e que tan ben describe Luisa Vilaça..

    ResponderEliminar

Olhares de perto