quarta-feira, 25 de março de 2009

Paciência...


Este é um poema que gosto de ouvir, de olhos fechados, na voz de Lenine...
Hoje, 25 de Março, dedico-o a ti, Jakline!
Pelo ser humano que és, pelo carinho dedicado na pior hora da minha vida...
És uma amiga estupenda. OBRIGADA!


"Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
A vida não pára...
Enquanto o tempo
Acelera e pede pressa
Eu me recuso faço hora
Vou na valsa
A vida é tão rara...
Enquanto todo mundo
Espera a cura do mal
E a loucura finge
Que isso tudo é normal
Eu finjo ter paciência...
O mundo vai girando
Cada vez mais veloz
A gente espera do mundo
E o mundo espera de nós
Um pouco mais de paciência...
Será que é tempo
Que lhe falta prá perceber?
Será que temos esse tempo
Prá perder?
E quem quer saber?
A vida é tão rara
Tão rara...
Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Mesmo quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não pára
A vida não pára não...
Será que é tempo
Que lhe falta prá perceber?
Será que temos esse tempo
Prá perder?
E quem quer saber?
A vida é tão rara
Tão rara...
Mesmo quando tudo pede
Um pouco mais de calma
Até quando o corpo pede
Um pouco mais de alma
Eu sei, a vida não pára
A vida não pára não...
A vida não pára!...
A vida é tão rara!..."

Lenine

8 comentários:

  1. A minha grande titia, a minha grande grande, enorme, enorme, tem sempre paci~encia para nós, e um prato de arroz sempre à mesa.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Querida amiga Luísa,
    um poema estupendo que também gosto muito, e que revela sabedoria e sensibilidade.
    Bonita homenagem, e espero que tudo esteja bem, porque agora fiquei apreensiva.

    Há um miminho e desafio ao mesmo tempo, no meu blogue para si.

    Beijinhos,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  3. A letra desta musica é um lindo poema para refletir a vida, parabéns pela escolha.
    beijos

    ResponderEliminar
  4. Oi querida,
    Parece que é preciso aprender com esse paradoxo, a calma, a paciência e a velocidade da vida.

    Lindo ver uma declaração de amor à amiga.
    bjs

    ResponderEliminar
  5. Gosto muito do Lenine e deste poema tambem, parabéns
    Abraços

    ResponderEliminar
  6. "cabrodslUm pouco mais de paciência"
    Minha vida é tão corrida, tanto trabalho...
    A minha vida é realmente mais interessante do que tanta coisa que existe aí no mundo para fazer.
    Jinhos.

    ResponderEliminar
  7. Um pouco mais de paciência"
    Minha vida é tão corrida, tanto trabalho...
    A minha vida é realmente mais interessante do que tanta coisa que existe aí no mundo para fazer.
    Jinhos.

    ResponderEliminar

Olhares de perto