domingo, 8 de março de 2009

Ser...Livre


"O pior cárcere não é o que aprisiona o corpo,

mas o que asfixia a mente e algema a emoção.

Sem liberdade, as mulheres sufocam o seu prazer.

Sem sabedoria, os homens tornam-se máquinas de trabalhar.

Ser livre é ter tempo para as coisas que se ama.

É abraçar, é entregar-se, sonhar, recomeçar tudo de novo.

É desenvolver a arte de pensar e de proteger a emoção.

Mas, acima de tudo, ser livre é ter

um caso de amor com a própria existência

e desvendar os seus mistérios"


Augusto Cury, "Os segredos do Pai-Nosso
A Solidão de Deus"

6 comentários:

  1. Amiga Luísa,
    que lindo... Bela forma de assinalar o Dia Internacional da Mulher!
    Grata pela partilha!

    Feliz dia também para si.

    Beijinhos,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  2. Amiga,
    A liberdade é um direito de todos e todas. Mulheres são podem se deixar sufocar. O mundo e as opiniões também são direitos nossos. Gostei do texto.
    Boa semana.
    Abçs,
    Ana

    ResponderEliminar
  3. MULHER

    Ser mulher...
    É viver mil vezes em apenas uma vida.
    É lutar por causas perdidas e
    sempre sair vencedora.
    É estar antes do ontem e depois do amanhã.
    É desconhecer a palavra recompensa
    apesar dos seus actos.


    Ser mulher...
    É caminhar na dúvida cheia de certezas.
    É correr atrás das nuvens num dia de sol.
    É alcançar o sol num dia de chuva.


    Ser mulher...
    É chorar de alegria e muitas vezes
    sorrir com tristeza.
    É acreditar quando ninguém mais acredita.
    É cancelar sonhos em prol de terceiros.
    É esperar quando ninguém mais espera.


    Ser mulher...
    É identificar um sorriso triste e uma lágrima falsa.
    É ser enganada, e sempre dar mais uma chance.
    É cair no fundo do poço, e emergir sem ajuda.


    Ser mulher...
    É estar em mil lugares de uma só vez.
    É fazer mil papeis ao mesmo tempo.
    É ser forte e fingir que é frágil...
    Pra ter um carinho.


    Ser mulher...
    É se perder em palavras e
    depois perceber que se encontrou nelas.
    É distribuir emoções
    que nem sempre são captadas.


    Ser mulher...
    É comprar, emprestar, alugar,
    vender sentimentos, mas jamais dever.
    É construir castelos na areia,
    vê-los desmoronados pelas águas.
    E ainda assim amá-los.


    Ser mulher...
    É saber dar o perdão...
    É tentar recuperar o irrecuperável.
    É entender o que ninguém mais conseguiu desvendar.


    Ser mulher...
    É estender a mão a quem ainda não pediu.
    É doar o que ainda não foi solicitado.


    Ser mulher...
    É não ter vergonha de chorar por amor.
    É saber a hora certa do fim.
    É esperar sempre por um recomeço.


    Ser mulher...
    É ter a arrogância de viver
    apesar dos dissabores,
    das desilusões, das traições e
    das decepções.


    Ser mulher...
    É ser mãe dos seus filhos...
    Dos filhos de outros.
    É amá-los igualmente.


    Ser mulher...
    É ter confiança no amanhã e
    aceitação pelo ontem.
    É desbravar caminhos difíceis
    em instantes inoportunos.
    E fincar a bandeira da conquista.


    Ser mulher...
    É entender as fases da lua
    por ter suas próprias fases.

    Autos desconhecido

    ResponderEliminar
  4. houve uma poetiza que disse a perda é um acto de respiração..... assim eu te digo é bom poder respirar, ar.

    ResponderEliminar
  5. Linda Luísa!

    Adorei os poemas são muito giro.
    Assim como nós Mulheres ...
    Mt bjs.

    ResponderEliminar

Olhares de perto