sexta-feira, 3 de julho de 2009

O nosso olhar sobre o céu

Hoje sentamos na varanda do teu quarto
Esticamos as pernas sobre o varandim e
repousamos com o olhar atento sobre o céu!
Desde bebé que espreitas as constelações,
apontas para elas e lhes dás nome!
Hoje, já as identificas e especulas sobre elas,
casas uma a uma com o céu,
fazes prognósticos da sua felicidade,
montas-lhes novas constelações,
e vejo-te colocá-las sempre, com jeitinho, no céu...
Tens histórias para todas e contas-lhas de conluio,
para que elas te brindem sempre com o seu brilho,
e tu as presenteies eternamente com o imaginário!
Há no céu um presente para ti,
que cintila abertamente entre todas as estrelas
e te dá motivo de ilusão, no varandim do teu quarto...
Este momento só nosso, irá trazer uma estrela cadente,
que proclamará aos céus a nossa cumplicidade iminente!

15 comentários:

  1. Há estrelas que brilham sempre e que estão lá no céu a "olhar" por nós!

    Bom fim-de-semana Luísa!
    Beijinhos para ti e para a tua filhota!

    ResponderEliminar
  2. Adorei Luísa,
    posso até adivinhar que foi inspirado e dedicado à filhota!

    Beijinhos,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  3. eu sempre achei que a beleza dos céus depende mais de quem a vê.

    assim como todas as outras coisas.

    ResponderEliminar
  4. Lendo agora,me ocorreu que na nossa correria do dia a dia, levantamos pouco nossos olhos para o céu. Quando meus filhos eram pequenos e faltava energia, ficávamos na área da casa, olhando o céu tentando identificar as estrelas, bons tempos que poderiam ser revividos, e a gente deixa passar...
    beijos e lindo final de semana

    ResponderEliminar
  5. Na magia de um olhar nascem estórias...
    E, de repente, num céu bem iluminado um traço de luz emerge e rasga o cenário...
    É simplesmente o nosso sonho que voa nas asas de uma estrela...

    ResponderEliminar
  6. Na atenção do olhar, a expectativa de conseguir apanhar um sonho que brinca entre as estrelas. Estimular a criatividade, no universo do real, é dar paladar à vida e sustentar a capacidade de desenhar um novo desejo, quando o tempo nos rouba um dos que nos havia proporcionado.

    ResponderEliminar
  7. esplandido!!!!!
    sabia que tem uma estrela que se cham MIRA---eu mudei i I e pus o Y, mas meu ultimo marido que foi marinheiro me disse que tinha uma estela com meu nome, e era como eu, as brilhava forte e as vezes era muito palida:))))
    obrigada plos comentaros e um bom Domingo para voce, minha querida Luisa

    ResponderEliminar
  8. Esrela boa essa que sendo cadente brilha mais ...
    Bjnhs

    ResponderEliminar
  9. “O poeta é um fingidor.
    Finge tão completamente
    Que chega a fingir que é dor
    A dor que deveras sente.
    E os que lêem o que escreve,
    Na dor lida sentem bem,
    Não as duas que ele teve,
    Mas só a que eles não têm.
    E assim nas calhas de roda
    Gira, a entreter a razão,
    Esse comboio de corda
    Que se chama coração.”

    (Fernando Pessoa)

    Desejo um lindo final de semana com muito amor e carinho.
    Abraços

    VISITE TAMBÉM O MEU NOVO BLOGGER UMA ILHA PARA AMAR

    ResponderEliminar
  10. Estrelas se forem cadentes então deixam me completamente arrebatada ^^

    beijo*

    ResponderEliminar
  11. Lindo!

    Não costumo olhar para o céu...

    Moro em cidade grande, e a iluminação desta
    impede um pouco de percebermos abóboda celestial,
    mas gosto de brincar com a palavra ESTRELA.

    Entre ter e ser
    Entre estrelas
    não quero entristece-la
    só entreter-la...

    Beijos!

    : )

    ResponderEliminar
  12. Tão lindo Luísa! Consegui voar nesse céu!
    Um beijinho!

    ResponderEliminar
  13. Oi, Luísa. Vim retribuir a visita e me deparo com toda essa sutileza, leveza e brilho no seu cantinho..gostei, viu! Voltarei..

    Bom fim de semana! Bjs

    ResponderEliminar
  14. em todos estes dias que faltei...voce colocou coisas maravilhosas, aplausos , carinho, admiraçao, e um grande beijo

    ResponderEliminar

Olhares de perto