terça-feira, 7 de julho de 2009

Verde Minho, minha casa verde

Foto de Luísa
Neste verde canto do Minho,
jorra água abundante,
numa rega natural,
alimento de um principe amante!
Os fetos crescem vigorosos,
verdes e robustos, vádios!
Ajudam a tornar bela a paisagem,
de quem a olha e venera, em desvarios!
Ai! Flores campestres cheirosas!
Coloridas e alinhadas,
Aromatizas as nossas janelas
em tom de namoradeiras, vaidosas!
As casa lá de baixo, sussurram silêncios d´alma!
Escondem as histórias das raparigas,
das moças belas, afoitas e roliças,
que namoradeiras cantavam nos montes,
Sem tropelias ou enliças
como quem oferece a voz, o nome e os dotes!
Verde Minho, minha casa verde,
abençoas as tuas gentes, tens em nós a tua sebe!

7 comentários:

  1. Grande homenagem ao Minho, terra de gente hospedeira, deslumbrante, paisagem, os seus costumes e as suas romarias...
    Triste que está a perder muito do seu Verde...
    BJS

    ResponderEliminar
  2. Mais uma foto lindíssima acompanhada de um belo texto que muito bem dignifica o lugar onde vivemos.

    Beijinhos,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  3. Luísa, que belo nome... seria o nome da minha filha, mas acabou sendo Isabel(Bebel)... lindo, também, não é?!
    Bem, lendo esse teu lindo poema, não pude deixar de me emocionar e lembrar também da minha Mãe... Teus poemas são muito RICOS e MUITO BONITOS...Parabéns!!

    Abraços
    Glória

    ResponderEliminar
  4. Verde Minho, minha casa verde..

    Verde "ninho" de Luísa!

    Beijos!

    ResponderEliminar
  5. Escondem as histórias das raparigas,
    das moças belas, afoitas e roliças,
    que namoradeiras cantavam nos montes...

    Que linda sua casa verde e as maduras recordações dela.

    afagos

    Denise

    ResponderEliminar
  6. Esta terra e este vinho... que vontade de lá voltar!

    ResponderEliminar
  7. Que bonita deve ser a tua terra!
    Tenho muita vontade de a conhecer...um dia hei-de ir concerteza!

    Beijinhos Luísa!

    ResponderEliminar

Olhares de perto