sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Nas asas de um anjo




Cálidas águas por onde passas
Deixas o teu perfume a navegar
Oriento-me nas ondas do teu andar
Sinto-te em cada gesto de amar

Em tardes quentes de verão,
dás-me a sombra nas tuas asas
Orientas-me pelos caminhos do amor
Serenas-me nos momentos audazes...

Voas bem alto, acima das nuvens
Vês muito para além do meu olhar
cautelosamente resguardas os medos
de quem dá tudo num só gostar!

Ouves as melodias da harpa
serenamente tocadas em redor
Mostras meninice e encanto
alimentas em nós este amor

Sorris como ninguém na chegada
dás a mão por segurança
quente tens a boca, selada,
num beijo que forma uma aliança

8 comentários:

  1. Colho o inefável entre as mãos do vento
    como quem colhe rosa em pensamento;

    cresço no Tempo e o colorido lento
    do vento apaga minha realidade;

    pássaro livre nos jardins cifrados,
    vôo em violino, em minhas mãos me invento.

    Colombo de Souza

    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. Como sempre uma bela postagem.


    O orvalho cobre
    as flores da manhã,
    gotículas frescas
    e o alvorecer
    da rosa de porcelana,
    quando o júbilo
    se inventa
    numa única palavra dita
    e o aroma nos liberta.
    (Paula Raposo)

    Tenha uma sexta feira linda com muito amor...
    Abraços

    ResponderEliminar
  3. Todos os dias (ou quase...) nos aparecem anjos no caminho e as suas asas dão-nos calor e carinho, e até alguns empurrões na alma.
    Inês

    ResponderEliminar
  4. Agora num registo mais "light": a minha pequenina, de 3 anos, pensava que não tinha anjo da guarda, porque não tem uma imagem dele como o irmão.
    Inês

    ResponderEliminar
  5. Como eu gostava de um dia ter asas e poder voar...

    ResponderEliminar
  6. Amiga Luísa,
    "...Sorris como ninguém na chegada
    dás a mão por segurança
    quente tens a boca, selada,
    num beijo que forma uma aliança"

    Excelente, muito doce e romântico!

    Beijinhos,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  7. Tem as estrelas da manhã
    alinhadas em circulo
    como um farol de aviso
    aos navegantes
    incautos e perdidos
    que me habitam ...
    Se eu pudesse
    mascarava-me de lua nova
    (que se esconde nas tramas
    nebulosas
    do meu sentir)
    e escarnecia das sombras
    fantásticas
    que me desafiam
    com versos...
    (Maria Flor)

    Só passei para te desejar um final de semana lindo com muito amor...
    Abraços

    ResponderEliminar
  8. Sónia,
    obrigada pela partilha!

    Umapaginapara dois,

    como sempre um cavalheiro!
    Bom fim-de-semana!

    Inês,
    anjos são todos os que nos transmitem calma, tal como a Inês pela sua doçura. A Verinha quer um anjo, que possa visualizar...?
    Pois bem, faça-se a vontade à menina!

    Patinaremfafe,
    "voa mais alto quem mais longe imaginar"...
    Serás sempre uma ave, basta fechares os olhos e ... voar!

    Ana,
    é esta alegria em mim, a de amar, que me permite continuar a caminhada.Serei sempre, e apenas, a resposta ao amor recebido.
    Muitos beijinhos,

    bom fim-de-semana!

    ResponderEliminar

Olhares de perto