quarta-feira, 22 de abril de 2009

Mãos que ajudam a crescer...


Cultivo nas minhas mãos sementes de novos seres
Que brotam terra fora, que crescem por me sentir!
Dou-lhes a seiva da vida para que cresçam fortes e robustas
Onde estas mãos poisam, tudo nasce, tudo cresce, tudo vinga!
Tranferem-lhes suores de amor, que lhes alimenta o crescer!
Irriga-lhes a vida a alegria da gargalhada, a abertura da terra malhada!
Vê-se o sol a venerá-las, a aplaudir o crescimento!
As nuvens, oferecem-lhes ramos de gotas de água,
Puxa por elas,fá-las mostrar a sua beleza!
Os olhares, que cobiçam as suas ramagens,
reflectem o verde das suas folhas que dançam...
que ondulam no ar ao som do Stradivarius do vento!
A beleza natural, depende das nossas mãos...
...de as deixarmos quedas e mudas, a ver as árvores crescerem!

11 comentários:

  1. Alguém disse um dia:
    "Mão segura, não treme"
    ;)

    ResponderEliminar
  2. Sem dúvida, uma doce pintura que com palavras pintaste!
    bjnhs

    ResponderEliminar
  3. Viva a Terra, o equilíbrio e o dom da palavra. Expressou o que sentimos...
    Boa noite para você amiga.
    Abçs,
    Ana

    ResponderEliminar
  4. São mãos que não só ajudam a crescer, mas transmitem estes sentimentos num belo poema!
    Um abraço

    ResponderEliminar
  5. Mão que fazem dasobrochar qualquer flor, que fazem enraizar qualquer planta, mas que também sabem dar umas corajosas "palmadas" aos mais adormecidos.

    ResponderEliminar
  6. JÁ DIZIA O POETA COM AS MÃOS SE FAZ AMOR,SE FAZ A GUERRA ...COM AS MÃOS SE EDIFICA COM AS MESMAS MÃOS SE ANIQUILA...E PARA AMAR BASTA UM SIMPLES GESTO DE TERNURA...

    BEIJINHO

    ResponderEliminar
  7. São mão que amam, que acariciam, que cuidam, que transmitem confiança, segurança, paixão. Mão mágicas que fazem acontecer. Imitemos estas mãos.

    Um grande abraço,
    Maria Emília

    ResponderEliminar
  8. Com mãos se faz a paz se faz a guerra.
    Com mãos tudo se faz e se desfaz.
    Com mãos se faz o poema - e são de terra.
    Com mãos se faz a guerra - e são a paz.

    Com mãos se rasga o mar. Com mãos se lavra.
    Não são de pedras estas casas, mas
    de mãos. E estão no fruto e na palavra
    as mãos que são o canto e são as armas.

    E cravam-se no tempo como farpas
    as mãos que vês nas coisas transformadas.
    Folhas que vão no vento: verdes harpas.

    De mãos é cada flor, cada cidade.
    Ninguém pode vencer estas espadas:
    nas tuas mãos começa a liberdade.

    M.A.

    Tenha um excelente início de noite.
    ;)

    ResponderEliminar
  9. Mãos que escrevem o amor... As suas!

    Beijinhos,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  10. tudo cresce na tuias mãos, minha linda, cresce tudo na tua sabedoria

    ResponderEliminar
  11. Com as Tuas mãos te prendo a mim
    Com as Tuas mãos cego o meu Olhar
    Com as Tuas mãos parto e faço-te adeus.
    Com as tuas mãos, não me deixas partir.

    Gostei do que as Tuas mãos escreveram...

    ResponderEliminar

Olhares de perto