segunda-feira, 9 de novembro de 2009


Foto da net


Hoje virei-me para o mundo e delicadamente pensei:
Vou parar! Vou deixar a vida andar e vou parar!
Olhei para os lados e vi tudo aquilo em que apostei
Vi um sorriso rasgado, um olhar enamorado, um rosto envergonhado até!
E quando olhei ao espelho, no fim do café da manhã
Vi somente o reflexo de um rosto cansado,
De alguém que vence o medo,
De quem faz piruetas pelo vosso bem
De uma pessoa...sim pessoa
Pessoa de bem porque quando se sente bem
só por vós olha sem querer saber do próprio bem!
Hoje, no fim do café da manhã,
Olhei o dia e pensei:
Não me adianta parar, porque quem eu mais amo, precisa de mim a andar.

Para eles, por eles, jamais irei parar.

8 comentários:

  1. Assim é que se fala amiga Luísa, a MULHER que conheço tem essa força, essa determinação e coragem. A Luísa que tive o prazer e a honra de conhecer pessoalmente, não baixa os braços, vai à luta e sorri sempre à vida!

    Já fui ao blogue da Selena, gostei muito!

    Beijinhos,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  2. bravo, querida Luisa, assim se fala, e assim se pensa, assim se vive, assim temos que ser todos,
    beijos enormes e obrigada por teus comentarios
    agora vou ver a Selena,

    ResponderEliminar
  3. Parar é morrer Luísa, procura dentro de ti, a força de que precisas está mesmo aí!

    ResponderEliminar
  4. Olá Luísa, belo texto...Espectacular....
    Beijos

    ResponderEliminar
  5. Se não andarmos a vida anda por nós...lembre-se, somos como os rios!
    beijo

    ResponderEliminar
  6. um beijo e um bom dia, querida Luisa,

    ResponderEliminar
  7. Bonito Luísa...imagino que poderão ser filhos, será?
    Seja por quem for, vale a pena continuar... e não parar! Basta quando o destino nos tramar rsssss

    Beijinho grande para si

    ResponderEliminar
  8. e (por vezes) não é nada fácil

    um abraço

    (gostei de que a selena te escreveu)

    ResponderEliminar

Olhares de perto