sábado, 19 de abril de 2014

O nosso tempo



imagem da net
É tão pouco o nosso tempo!
Dás-me tão pouco de ti,
que a forma de dizer que te amo
e sentir-te sempre aqui!
Um pouco de ti, amor,
alimenta os dias restantes,
o tempo que desconheço
que me faz levantar, 
sair correndo com pressa de regressar...

7 comentários:

  1. Infelizmente é a realidade de mtos casais, mas as vezes é bom pk nos ajuda a dar devido valor aos pequenos gestos q fazem a diferença numa relação!!

    ResponderEliminar
  2. Lindo poema! beijos e FELIZ PÁSCOA pra ti e teus! chica

    ResponderEliminar
  3. Quando o tempo é de sol, parece-nos sempre pouco...
    Já os dias cinzentos, são pesados e lentos, mas deixam-nos a ansiedade, e a esperança, no regresso dos "dias restantes" que desconhecemos, mas esperamos felizes.

    ResponderEliminar
  4. Gostei muito deste teu poema, Luísa.

    Um beijo ao som de foguetes.

    ResponderEliminar
  5. O nosso tempo e tão escasso... O nosso tempo passa a correr... O nosso tempo e o presente, que tem que ser vivido intensamente ! Feliz Páscoa. ASAS

    ResponderEliminar
  6. Mais um lindo poema Dra. Luisa. Que bem retrata o quotidiano! Desta vez a relação entre um casal, um homem e uma mulher. Continuação de Feliz Páscoa. Beijos. SILVANA

    ResponderEliminar

Olhares de perto