domingo, 14 de setembro de 2014

Entardecer

por do sol - By Luísa

Já no fim da tarde
Aqueceu o dia com o olhar, sorriu!
Sentiu o calor do mar nos seus pés, avançou!
Era ali que tinha a certeza que podia caminhar,
caminhou!
Andou, perfurou ondas espumadas de alegria, sentiu a aliança de oiro fundido no seu mar!
Saiu em silêncio...com ganhos de entardecer!



5 comentários:

  1. Para mim é uma homenagem ao "SOL" ao PÔR DO SOL". Mas imaginei-me a sentir o calor do mar nos pés, com a certeza de que podia caminhar, perfurei as ondas com a alegria de uma criança, e saí em silêncio....feliz. Gostei muito deste poema

    ResponderEliminar
  2. Minha querida Luisinha, muito a sério: está uma belíssima descrição do sol poente.
    E a foto ilustra o poema de uma forma soberba. Continua inspirada. Parabéns.

    ResponderEliminar
  3. pois eu só senti uma frescura mesmo antes do Sol se deitar, na altura que o meu irmão e cunhada se retiraram e eu os acompanhei ao portão.
    Nem me fales em banhos de mar, Luísa !
    Deves ter nascido no Polo Norte !...

    Destaco :

    Andou, perfurou ondas espumadas de alegria,


    Um beijo.

    ResponderEliminar

Olhares de perto