terça-feira, 16 de setembro de 2014

Marés de letras

foto da net

Leu todas as notícias
vagueou por todas as páginas
decorou os sentidos do parágrafo sul
e remou!
Entrou em circulo
definhando em redemoinho feroz.
Ficou tonta,
cansou de marear  afogando aos bocadinhos!
Tripulou os botes carregados de fragilidade
e um dia
superou as marés, amar(ou).
Chorou todas as letras
corrigiu todos os erros e continuou...
...errando em cada maré!





5 comentários:

  1. Muitíssimo bom, LUÍSA !
    Acertaste em cada remada de letra !

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  2. Decorou os sentidos do paragrafo sul,
    onde dobrou o cabo o meridiano.

    Muito bom.
    *teclado desconfigurado sao aspas por um canudo@

    ResponderEliminar
  3. Como sempre e un verdadeiro pracer poder "escoitar-ler" os poemas de Luisa Vilaça..marabilloso "poema-muller."

    ResponderEliminar
  4. Muito bom, nem imagina quanto...(para mim)
    Beijinhos.
    DB

    ResponderEliminar
  5. Belo.
    Fogo! O que tenho perdido por andar distraído...

    ResponderEliminar

Olhares de perto