segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

De véspera...

De véspera,
sinto saudades de amanhã!
Do sorriso lido entre olhares,
das leituras oportunas,
 segredadas no toque de mãos!
De véspera,
lembro o que ainda não vivi
por saber que a viver
será para sempre...
...como vivi até aqui!
De véspera, sonho,
no toque de amanhã!

4 comentários:

  1. Amanhã!!!
    Talvez a palavra pela qual tudo vale a pena.
    Um beijinho.

    ResponderEliminar
  2. A véspera é tantas vezes bem melhor do que o dia que se lhe segue...

    Um beijo, Luísa.

    ResponderEliminar
  3. Já não sei o que vale a pena.....e se amanhã....
    MCL

    ResponderEliminar

Olhares de perto