quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

Sei sim.

Encontrei a definição de mim!
Aquele conceito onde tudo cabe
e o fim só se encontra numa melodia doce!
A revelação do ser que se afoga nos nervos
e deixa de estar presente...
...ausentando-se de si e de todos!
Encontrei a concepção de um ser engenhoso,
complicado de si,
perdido de intuitos!
Encontrei um conceito!
Meramente uma explicação clara e breve,
de tudo e de nada!
Assim,
fica tudo por definir!


5 comentários:

  1. Gostei muito. Como sempre, o reflexo de uma alma sensível. Parabéns.

    ResponderEliminar
  2. Gostei muito. Como sempre, o reflexo de uma alma sensível. Parabéns.

    ResponderEliminar
  3. Que a melodia jamais encontre o fim !


    "Assim,
    fica tudo por definir! "

    Muito bom, Luísa !

    Um beijo muito amigo.

    ResponderEliminar
  4. Nem o mundo cabe na nossa definição..

    ResponderEliminar

Olhares de perto