domingo, 22 de novembro de 2015

Noite fria

Noite fria,
dança comigo o calor da vida,
o sabor dos dias por desgostar
a luminosidade da sombra,
o movimento do coração,
o pulsar...
...pelo menos enquanto não chega o calor do verão!
Noite fria,
abraça-me hoje.
Dança.
Embala...
Amanhã,
quem sabe,
aqueceremos o dia?
Assim, juntos, de novo,
numa noite fria!
Dança...



2 comentários:

  1. Dancemos, pois, enquanto há luz.
    "Amanhã, quem sabe, aqueceremos o dia?"

    ResponderEliminar
  2. Vamos ter toda a semana com este frio, Luísa !

    Era bom dançar numa noite cálida junto ao mar
    E onde a Lua não podia faltar.

    Um beijo muito amigo.

    ResponderEliminar

Olhares de perto