segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Velocidade zero

Desacelerou.
Acertou ritmos de vida,
aprumou as linhas da esperança
e projetou sonhos em "valsa lenta"!
Ali,
onde as ideias gravitam e
as memórias flutuam,
redesenhou o presente
e enlaçou o futuro num mar de pérolas!
Ali,
quando os olhos já piscam,
as mãos se consolam entre elas
escrevendo o dia, a hora...
...num poema ritmado de vida,
num roteiro lacrado de sonhos!

3 comentários:

  1. Nem imaginas como é difícil alinhar as molduras dos quadros, seja à cabeça, seja pelo meio ou pela base !
    E a tarefa ainda vai a meio !
    E os livros ?
    Esses cansam de tanto me fazerem curvar...
    Mas um dia darei por terminado o trabalho e " acrarei o sonho ".

    Um beijo, querida Luísa.

    ResponderEliminar
  2. É durante um bom sono reparador que o ritmo desacelera e onde mais possibilidades existem de se projetar "sonhos em ".
    Para refletir. Beijinho.

    ResponderEliminar
  3. ...num poema ritmado de vida,

    num roteiro lacrado de sonhos!
    Que maravilloso e soñar ,,.

    ResponderEliminar

Olhares de perto