terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

O verde nas mãos

Nas mãos trago o verde que da terra amanhei
Carrego nelas a esperança que nela encontrei
Encontrei formas de vida, de trabalho e de lazer
Trouxe o fruto da vida e do labor que levei.
Esta terra, produziu formas de amor e de alento pela vida,
É uma terra quente em dar, que agradece ao mundo as sementes que lhe oferecem e retribui com mãos cheias de cor!
A cor de um produto que nela se apanha, de uma dádiva que nela se encontra.
O encontro do já feito, do acabado, do divinamente trabalhado e entregue a quem lhe estendeu a mão e colheu da terra o fruto desse amor.
Uma mão cheia de amor...de uma terra cheia dele para dar!

5 comentários:

  1. Bem...verde não sou mas...sou anti rosa serve?:)
    beijocas

    ResponderEliminar
  2. Amiga Luísa,
    muito linda esta mensagem!!!!
    Parabéns!

    Beijinhos,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  3. Lindo texto... adorei!
    Amo visitar este seu espaço.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. És muito criativa. Nunca me passaria escrever acerca do produto da terra.
    E, para além de imaginativa, foste magnífica no texto que escreveste.
    Gostei muito.
    Beijo.

    ResponderEliminar

Olhares de perto