domingo, 10 de maio de 2009

Falar, sentir, comunicar

No diálogo com o sol
Ouviu-se o som suave das palavras soltas
Houve troca de saberes
Entre o astro-rei e um dos seus admiradores!
Este sol aquecedor, mostra um sorriso singular
Que faz da terra brotar cada um dos seus seres
Ouviu cada uma das palavras,
umas secas, geladas
outras vãs, indiferentes!
Sentiu vontade do anoitecer
Para não mais ouvir, sem sentir saudades!
Mas ouviu, sorriu e calou
Foi companheiro de confidências
Das coisas vulgares da vida
Das que não deixam saudades!
Acabou por ganhar mais um dia que marca
Que deixa a vida de alguém cheia de leveza
De horas de sono ganhas
Pelo diálogo constante
Entre os raios de sol e as palavras balbuciadas
pelo olhar permanente e o sorriso desenhado
Da música ouvida, do verso declamado
Das cordas da viola tocadas, do consolo das canções
Da emoção trazida entre o sol e o seu confidente!

13 comentários:

  1. E concerteza que assim esse sol raiou porque as nuvens brancas lhe abriram o caminho

    jnhs ternos

    ResponderEliminar
  2. Da emoção trazida entre o Sol e seu confidente...

    Emocionante...

    beijinhos poéticos...

    ResponderEliminar
  3. DEPOIS VIREI LER-TE...

    MUITO OBRIGADA PELA CORRIDA VERTIGINOSA....NÃO SEI SE SABES MAS EU SOU MADEIRENSE...E VIVO DESTE LADO DO OCEANO...
    MAS DE QUALQUER FORMA GUARDAREI O CONTEÚDO...
    UM ABRAÇO MUI SENTIDO

    ResponderEliminar
  4. Grande texto! Aqui sim se faz introspecção!

    ResponderEliminar
  5. Querida amiga Luísa,
    muito bem descrito esse sentir maravilhoso com que comunica.

    Beijinhos,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  6. Luísa
    Viajo nesta costura.
    Deliro neste bordado.
    Mato a fome com este tempero.

    É aprazível ler teus escritos!


    Beijos ternos!

    :) O que uma HST?

    ResponderEliminar
  7. Muita sensibilidade demonstrada nestas tuas palavras:9
    beijinhos e boa semana

    ResponderEliminar
  8. Faça uma lista de grandes amigos,
    quem você mais via há dez anos atrás...
    Quantos você ainda vê todo dia ?
    Quantos você já não encontra mais?
    Faça uma lista dos sonhos que tinha...
    Quantos você desistiu de sonhar?
    Quantos amores jurados pra sempre...
    Quantos você conseguiu preservar?
    Onde você ainda se reconhece,
    na foto passada ou no espelho de agora?
    Hoje é do jeito que achou que seria?
    Quantos amigos você jogou fora...
    Quantos mistérios que você sondava,
    quantos você conseguiu entender?
    Quantos defeitos sanados com o tempo,
    era o melhor que havia em você?
    Quantas mentiras você condenava,
    quantas você teve que cometer ?
    Quantas canções que você não cantava,
    hoje assobia pra sobreviver ...
    Quantos segredos que você guardava,
    hoje são bobos ninguém quer saber ...
    Quantas pessoas que você amava,
    hoje acredita que amam você?
    (Oswaldo Montenegro)

    Desejo uma semana com muito amor, carinho e saúde
    Um grande abraço do amigo
    Eduardo Poisl

    ResponderEliminar
  9. Como sempre...com uma inspiração única e linda!!!

    Beijinhos Luísa e uma boa semana!!!

    ResponderEliminar
  10. Sol! que iluminas o dia na hora de nascer
    Entra a bruma e o cheiro do jasmim,
    no teu perfil ardente, sem ter fim
    repousas a grandeza do teu ser
    como eu próprio repouso sobre mim!


    Beijos...

    ResponderEliminar
  11. QUE OS RAIOS DESSE SOL QUE É TÃO NOSSO AFINAL...TE ILUMINEM A VIDA E TE FAÇAM FELIZ...GOSTO DE FADO


    ABRAÇO MUI SENTIDO

    ResponderEliminar
  12. A vida é expor tudo o que nos vai na alma,e por onde quer que caminhes, notar-se-á as tuas pegadas.
    Poderás,converter alguém pelas belas palavras que proferes.
    Beijo,
    Judite

    ResponderEliminar
  13. Fala de coisas que prezo, afinal, hoje quem admira as coisas belas e quantos somos que falamos, sentimos e temos a capacidade de colocar tudo isto no papel?...ou na tela, como queira.
    Faça uma visita:
    http://faculdademriodeandrade-tgf.blogspot.com
    Grande abraço...

    ResponderEliminar

Olhares de perto