quarta-feira, 27 de maio de 2009

Gaivota...em porto seguro


Poisou para observar
para ver o rio que desfila rumo à foz
e mostrar que o vigia, do seu posto firme em terra!
Promete-lhe novos voos,
Diz-lhe que o seguirá mar adentro
Pelo menos enquanto voar
e sentir vontade no momento!
Vai rio, vai
Vai ligeiro até á foz!
Funde as tuas águas com o mar
Conta-lhe todas as tuas aventuras!
Nesse instante lá estarei
A ver-te chegar triunfante
Ao mar que te recebe,
ele também com novo semblante!
Eu, gaivota em terra estarei,
a ver-te passar mais crescido,
A desejar novos voos em bando
Para celebrar a vida contigo!
Vai gaivota voraz
pescar alimento de vida!
Procura no mar as águas
que o teu alimento te traz!

14 comentários:

  1. "Se uma gaivota viesse
    Trazer-me o céu..."
    (Alexandre O'Neill)

    ResponderEliminar
  2. Já agora :

    ..."Mas hoje sou de um céu que tem gaivotas..."

    (Eugénio de Andrade)

    ResponderEliminar
  3. Porto seguro... ! Há smpre um! Basta saber a rota!
    jnhs

    ResponderEliminar
  4. E já agora,também conheço um!

    Para Mário Quintana


    Bando de gaivotas
    Cortam o infinito dos céus,
    No seu vôo elas definem
    O sentido maravilhoso e exato
    Do que seja liberdade.
    No seu vôo tranquilo
    Parece às vezes
    Que estamos diante
    De uma orquestra magistral,
    Onde são entoados salmos,
    Salmos louvando a paz,
    Canto sem silêncio
    Em prol da libertação...
    E o homem veste as roupagens da gaivota,
    Tenta alçar o vôo,
    Mas não consegue alcançar os céus
    Nem a paz tão desejada,
    As asas se partem
    E ele cai por terra...


    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  5. Hoje tive o privilégio de vigiar esse rio, e disse que o seguirei mar adentro, pelo menos enquanto voar e sentir vontade no momento!
    Só que me desencontrei da Gaivota...

    Beijinho

    ResponderEliminar
  6. Olá amiga Luísa,
    Mais uma nova forma de olhar a Vida. Desta vez através do olhar da gaivota. O seu poema tem todos os ingredientes: o rio no seu encontro com o mar, seu destino, onde os dois e cada um se transformam no triunfo da vida sobre o sofrimento. E a gaivota que para mim funciona aqui como a voz da consciência ou o pensamento colectivo que nos ajuda sempre a voar cada vez mais alto, cada vez mais longe.
    Um beijinho,
    Maria Emília

    ResponderEliminar
  7. Um porto seguro nas asas e voos da gaivota... Um olhar maduro no pensamento e palavras da autora!

    Beijinhos,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  8. Gosto de tudo que se refere a mar, céu, gaivotas...Teu poema foi especial em falar disso.
    beijo

    ResponderEliminar
  9. A glória da amizade não é a mão estendida,
    nem o sorriso carinhoso,
    nem mesmo a delícia da companhia.
    É a inspiração espiritual que vem quando você
    descobre que alguém acredita e confia em você.

    (Ralph Waldo Emerson)

    Visite meu novo blogger
    UMA ILHA PARA AMAR
    http://eduardopoisl.blogspot.com/

    Um grante abraço do amigo Eduardo Poisl

    ResponderEliminar
  10. tu até podes estar em terra a ver a gaivota, mas voas muito mais do que qualquer uma delas

    ResponderEliminar
  11. gaivotas
    Ondas rebeldes apagam as pegadas na areia,
    Desafiando toda a presença humana.
    Imóvel, observo as minha utopias,
    Pairam sobre a vida, em jeito de bandos de gaivotas,
    Ora num suave planar junto ao solo,
    Ora elevando-se num céu cor de cinza.
    Uma, mais ousada, aproxima-se de mim.
    Descreve circunferências mais e mais apertadas,
    Pousa ao alcance da mão e olha-me fixamente,
    Nos olhos a esperança e as lágrimas dos navegantes.
    Agita as asas com o poder das águias,
    E com uma suave brisa descola,
    A toda a volta resta, apenas, um estéril areal.
    E além dele, um infinito mar de oportunidades.

    M.Daedalus

    ResponderEliminar
  12. Mas temos sempre a versão: Uma gaivota voava, voava.....ninguém a apanhava

    ResponderEliminar
  13. Se uma gaivota sobrevoasse este rio, iria ao teu encontro da nascente até á foz.
    E aí, permaneceria inerte, como uma onda parada em mar aberto e livre como eu.
    JM
    P.S. Obrigado pelo tua visita, e ela não é ela, mas sim ele.

    ResponderEliminar
  14. "... voe por todo mar, e volte aqui
    voe por todo mar e volte aqui para o meu peito..."
    Que a liberdade do vôo, nos traga a tranquilidade do retorno.
    Beijo no coração!
    Elida

    ResponderEliminar

Olhares de perto