domingo, 15 de junho de 2014

Não escrevo mais...

Não escrevo mais sobre nós!
Cansei de falar de olhares, de entendimentos,
de palavras de doçura e mel!
Afinal, escrevo do que sei falar
o melhor a fazer é calar!
Não escrevo mais sobre mim!
Dos efeitos da vida, dos olhares sobre a natureza, 
das consequências do calor e do frio,
da estrutura de afeto que me mantém de pé todos os dias!
Afinal, escrever é saber dizer o que vai para além de mim, de ti, de tudo...
...é criar a ilusão de que tudo o que vivi,
aqui não escrevi!




16 comentários:

  1. Respostas
    1. Melhor editora que o blog?
      Aqui todos chegam e podem ler...
      Bjnhs António Rosário

      Eliminar
  2. Podes não escrever mais sobre ti, mas no teu silêncio saberei ler o barulho que ele transmite. Beijos com ASAS!!!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não cabem em mim silêncios...Verdade querida ASAS?

      Eliminar
  3. ...é criar a ilusão de que tudo o que vivi,
    aqui não escrevi!


    Que beleza, Luísa !
    Mas quero avisar-te que não serás capaz de o evitar !!!
    E ainda bem que assim será, pois sobre o Amor que devotas à tua Família, é o teu forte !

    Um beijo amigo.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Continuarei pelas palavras de afeto!
      Achas bem?

      Eliminar
  4. "Afinal, escrever é saber dizer o que vai para além de mim, de ti, de tudo......é criar a ilusão de que tudo o que vivi,aqui não escrevi!"
    E sabe mto bem ir além de tudo e de todos, com palavras, aqui neste blog ha um mundo de aventura e demais temas, parabéns, es uma ilusionista de mão cheia!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Anónimo",
      ilusionista?!!! Eu?!!!
      Tentando apenas manter o doce sabor da magia da escrita!
      ;-)

      Eliminar
  5. Perfeito! Merece ser lido e relido para além dos limites deste espaço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agostinho,
      este limite é infinito...concorda?
      Grata pelo comentário! Simpático!
      ;-)

      Eliminar
    2. Virtualmente infinito, logo, finito.

      Eliminar
  6. Nas duas primeiras linhas, Luísa, devia ter colocado as comas, mas passou-me...
    Desculpa, sim ?

    Um beijo ( cheio de calor )..

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem "comas" está muito bem!
      A tua presença neste espaço é imprescindível!
      Se eu fosse Inês Pedrosa, diria "Fazes-me falta!"
      Bjnhs

      Eliminar
  7. Respostas
    1. Escrever ou deixar de o fazer?

      Eliminar
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar

Olhares de perto