domingo, 1 de junho de 2014

Sopros de sol

foto by Luísa


Poisa quente em minhas mãos
o sol que chega atrasado!
Fica-se suave, admirável,
de raios uniformes e 
calor acolhedor...
                          ...formidável!
Na manhã que se adivinhava 
                 fria
soprou um vento agitado! 
Vinha com pressa, algo nervoso,
parecia algo incomodado!
Quando parei no jardim
e pude sentir a relva
o sol poisou em minhas mãos
dizendo baixinho:
                          - "Prepara-te!Vim aquecer a terra!"


6 comentários:

  1. Um lápis amarelo ?
    Já não tens o do grifo ?

    Em viagem esteve muito CALOR !
    Ao fim da tarde, ( já no poiso onde vou estar alguns dias ), a ventania que mandaste em viagem para o sul era gélida !...

    Era vontade minha parar em vários jardins mas com o frio, quedei-me já no local do destino.

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  2. Querido amigo,
    o lápis do Grifo anda comigo na carteira. não o gasto assim com "rascunhos"....Poupo-o ao máximo!
    Protege-te do vento e usufrui de umas excelentes férias!
    Bjnhs

    ResponderEliminar
  3. Será bem-vindo, enquanto acalentar...
    Quando queimar, não diremos o mesmo.
    E o sol continuará igual a si próprio por mais séculos e séculos...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, Joaquim Ribeiro, que venha sem queimar.
      ;-)

      Eliminar
  4. Destes diálogos se aquecem os corações.
    É o sol que se firma sempre no céu, à medida do nosso destino.

    ResponderEliminar
  5. Que linda e fantástica poesia,gostei bastante!! Assim se aquecem os nossos corações com postagens tão encantadoras como esta!! Beijinhos fofinhos!! mundomusicaldacarolina.blogspot.pt

    ResponderEliminar

Olhares de perto