sexta-feira, 7 de março de 2014

Crepuscular

foto by Luísa - 2013

Sentem-se as cores do coração na barra do horizonte,
quentes, intensas, abrasivas de satisfação!
Sentem-se os voos invisíveis dos beijos dados,
os dedos traçados entre mãos
num aperto sentido  de paixão!
Para cá da linha, guardam-se os desejos segredados
numa penumbra de esperança que todo o futuro more ali!
Além, mostram-se tons claros de leveza no sentir
num momento de vida crepuscular,
marcado pela linha do olhar a dois...




10 comentários:

  1. Tão bonito tanto a foto como o poema. Uma visão sentimental bem retratada por alguém que sabe o que quer e o que diz. Adorei!!! ASAS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ASAS,
      Nao e dificil escrever quando se vive o amor!
      Bjnhs pr ti

      Eliminar
  2. Hoje não tenho nada a sugerir .
    Gostei tanto, Luísa !
    E até a imagem é tua !
    A esperança felizmente concretizou-se e deu fruto.

    Um óptimo fim de semana bem tranquilo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dito por ti tem muito valor!
      Beijinhos mil, com solinho e os dias bem mais quentinhos!

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Um dia especila por ser igual aos outros! Um dia de reflwxao por sabermos tantas mulheres ainda em sofrimento!
      Obrigada, Veira Calado!

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Beijinhos Ana!
      Que bom que tens vindo ao meu olhar de perto!
      Volta sempre,sim?

      Eliminar
  5. "Sentem-se as cores do coração na barra do horizonte". Mas para que os olhos a vejam, o coração tem, primeiro, que as sentir: as cores quentes do ocaso, permanecendo, ainda, a pureza do azul celeste...

    ResponderEliminar
  6. Assim penso, Joaquim Ribeiro!
    Abram-se os olhos! A natureza é tão bela!!!
    Bjnhs

    ResponderEliminar

Olhares de perto