sábado, 1 de março de 2014

Um olhar de perto1

Aldeia do Pontido - Queimadela - Fafe

Entre a sombra e a luz
Entre a terra e a pedra
Entre o azul e o verde
mora um olhar sereno de inverno!
Talvez bebido de lucidez,
embriagado de beleza natural,
talvez pestanejando alegria por lá ter parado!
E o som que por lá se ouve?
Tem cor de queda de água, deslize de agilidade em cascata,
sabor de alegria por morar entre o céu e a terra,
num cantinho guardado só por este olhar.
De perto?
Tudo é muito mais belo!

8 comentários:

  1. Hummm, palavras tão requentadas e cheias de vida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Meramente palavras apaixonadas pela vida!

      Eliminar
  2. Ah, Luísa que escrita e que imagem!
    Meu coração agradece!
    Beijos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Li,
      que bom é tê-la neste olhar!
      Mil beijinhos de domingo!

      Eliminar
  3. Ao fim de não sei quantos meses de Inverno, confesso a minha incapacidade para ter " olhar sereno de inverno ! "
    Mas sei que " Tem cor de queda de água, deslize de agilidade em cascata " !
    E " Tudo é muito mais belo! " se for n'UM OLHAR DE PERTO !

    Um beijo e felicitações, Luísa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Outro beijo, com a esperança que o teu inverno passe e que as cores da primavera te façam oferecer-nos novos hinos de imagens! Daquela belas imagens como só tu sabes fazer!
      Beijinhos mil, querido amigo!

      Eliminar
  4. bellllisssima imagem...e vce sabe que amo como escreve!
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Myra,
      todo o seu carinho me empurra para a escrita.
      Vamos ver no que vai dar tanta ternura!!!!!
      A verdade é que gosto que goste de me ler!
      Dá-me sorte! Obrigada!

      Eliminar

Olhares de perto