quinta-feira, 20 de março de 2014

Segredos

foto da net

Dizes-me baixinho ao ouvido,
como quem segreda o desconhecido:
- Serás minha, no fim?
E, num tom cúmplice de desafio, ouves dizer-te em resposta:
- Porque não? Programei a vida assim!
Sorrimos entre olhares, 
sossegamos a dúvida
e
deixamos a existência tomar conta dos dias que passam...

7 comentários:

  1. Que lindos segredos, Luísa !
    Gosto deste género de poesia !

    Um beijo de incentivo ( eu sei que não precisas ! ).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem não precisa de incentivos, querido amigo?
      Todos precisamos!
      Beijinho (e)terno!

      Eliminar
  2. "e deixamos a existência tomar conta dos dias que passam..."
    Ah Luisinha, que boa aposta. Beijinho.

    ResponderEliminar
  3. Sera sempre uma boa aposta,quando serenamente se aceita o que esta por vir!

    ResponderEliminar
  4. Parabéns Luísa!! As tuas palavras comportam sentidos e sentimentos tão simples e tão complexos de se transcreverem! Parabéns por essa tua facilidade!! É, sem dúvida, um DOM! :)

    ResponderEliminar
  5. Há muita forma de falar de amor, esta é particularmente bonita.
    Parbéns.
    Beijo Fi

    ResponderEliminar
  6. Excellent article. Keep writing such kind of information
    on your site.Im really impressed by it.
    Hello there, You've doje an incredible job.

    I'll definitely dgg it and individually recommend
    tto my friends. I am confident they'll be benefited from
    this website.

    My homepage: spoken english

    ResponderEliminar

Olhares de perto