quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Mar meu


Este é o som do mar onde descanso!
Ouvem-no? Conta agitado os seus dias,
e só quando se aproxima sussurra os seus sucessos!
Bate fortemente na dureza da rocha, sem magoar!
Envolve, como só ele sabe, o ar e o céu.
Comunga de sensatez e de persistência
Não perdoa porque não tem que o fazer!
Este mar, lava a alma e liberta o espirito!
Este mar, fala alto e limpa névoas!
Este mar é confidente e conselheiro!
Este mar imenso é meu e teu!
E nele, poderemos sempre repousar!
Boas marés...Repousados marinheiros!
Eternos companheiros!





3 comentários:

  1. e só quando se aproxima sussurra os seus sucessos!

    E que sussurros hein! Enaltecesse o mar de forma divina.
    bjs

    ResponderEliminar
  2. Teu comentário é que é bonito.
    Que bom que o faço descansar!
    jinhos.

    ResponderEliminar
  3. The last but not the least e Felicia,
    A imensidão do mar, com contraste agitado e calmo,faz-nos pensar nas diferenças entre ele e nós...ou serão semelhanças?

    ResponderEliminar

Olhares de perto