quarta-feira, 24 de junho de 2009

A opacidade das transparências

De tão limpída que se mostra, deixa todos desconfiados!
Há uma certa transparência, que provoca incomodidades...
Estará lá a luz? A cor? A presença do que lá esteve?
Ou mostra apenas vazio, na sua singela forma?
Esta transparência mostra tudo!
Mostra-se cheia d´alma, de vontade de fazer, de criar, de mostrar...
Quem através dela não conseguir ver, é porque não abre os olhos pela retina do coração.
Os que o conseguem fazer, veem o que de tão bom existe num mundo transparente de bondade
num planeta opaco de maldades...

15 comentários:

  1. Gostei desta interpretação da transparência... e dos reflexos?
    Bjnhs...

    ResponderEliminar
  2. Os reflexos virão depois, em forma de consequência...
    Beijinho terno, Delfim!

    ResponderEliminar
  3. Começo a convencer-me que nos conhecemos mesmo...:)
    Questiono, e volto a questionar, a tal transparência que provoca incomodidade, e afinal é apenas disfarce de tanta opacidade!
    Não é novidade, pois já são alguns anos de convivência diária, mas não consigo entender tanta maldade...
    Sou muito inocente!
    Amo a transparência, a simplicidade, a claridade de um olhar e a verdade!
    Não compreendo, nem suporto a mentira, meia verdade, a falsidade e a maldade!
    Há gestos e palavras que giram e voltam, e tornam a rodar...e por mais voltas que dê, não lhes compreendo o porquê?
    Beijinhos, tenho que estar de alerta, não tarda muito e advinha-me o pensamento...:)

    ResponderEliminar
  4. A transparência pode causar incómodos às pessoas que não conseguem ver a genuídade da transparência...
    Se se escondem atrás do opaco, como é que conseguem entender a transparência?
    Pois é...a transparência é tantas vezes mal entendida:(

    Eu sei do que falo, por experiência própria.

    Beijinhos Luísa!

    ResponderEliminar
  5. Sou fã das transparências!
    E gosto de pessoas como tu, transparentes!
    Um beijinho!

    ResponderEliminar
  6. Transpor barreiras...
    Transmitir mensagens sem transtornos...
    Transportar-se em transparências...

    Transluzir!

    Ufa! Trans(pirei)!

    Lindo Luísa!

    Beijos!

    ResponderEliminar
  7. Oi,
    Amiga, vc me fez pensar sobre as transparências. Nunca tinha dado a devida importância ao tema...
    Abçs,
    Ana

    ResponderEliminar
  8. Um bom texto para interpretar e refletir, afinal, penso que ainda a transparência verdadeira incomoda algumas pessoas...
    beijos

    ResponderEliminar
  9. Não são precisas transparências para vermos...
    Apenas deixar o coração ver.
    Hoje, troca de carinho no arco: O que há de melhor em mim. imutável e eterno, saúda o eterno em ti!
    Com amor
    Lília

    ResponderEliminar
  10. somos mto parecidas, acho...lindas palavras, cheias de sensibilidade e...verdades...
    beijo,
    myra

    ResponderEliminar
  11. Muito interessante este seu texto. A matéria está sempre cheia de algo, mesmo que não se veja. Como o ar que certamente enche a jarra da foto e é tão importante para a vida, também as palavras que lemos nas entrelinhas deste texto são alimento para a nossa alma.
    Obrigada Luísa.
    Um beijinho,
    Maria Emília

    ResponderEliminar
  12. humm minha querida ,cada vez acredito menos na transparencia,por isso por vezes me sinto só!
    beijos

    ResponderEliminar
  13. Não significa que não seja a favor da transparencia...da verdade...
    Mas...todos nos temos um pouco de opacos...não ha ninguem que não guarde um segredo...
    Obrigado pela visita no meu cantinho...volta sempre...eu voltarei;)
    Beijo de um anjo

    ResponderEliminar
  14. Luísa,
    um mundo transparente de bondade seria um mundo de sonho, de paz e de amor!

    Adorei o seu texto límpido e transparente!

    Beijinhos,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  15. transparência total, mas eu continuo a penmsar que mesmo as coisas mais pintadas conseguem para quem de facto quiser ver, ser as mais limpidas de todas

    ResponderEliminar

Olhares de perto