terça-feira, 2 de junho de 2009

A pressa de viver, Viver apressado


Vivemos apressados à espera da calma que por aí vem!
Ansiosos que o tempo passe sem esquecermos o sorriso!
Deixamos de apreciar o momento, o estado de bem estar,
Vivemos cada minuto, com reservas no olhar!
Ávidos desse tempo que passa, sem por ele querer dar conta...
Tempo que passa e se desenrola nos minutos corridos do relógio!
Tempo que corre connosco sem nos deixar correr com ele!
Tempo que deixa marcas no beijo do seu tic-tac, tic-tac...
Vivemos o tempo sem para nós olhar,
Sem valorizarmos que do tempo, temos nós que dar conta,
Para que ele não tome conta de nós!
Estamos em tempo de parar para pensar
Que melhor que o tempo que temos
Há todo um tempo para de nós cuidar!

13 comentários:

  1. Hoje tínhamos combinado usar um pouco do nosso tempo juntas durante a tarde, verdade? Gastaram-me o tempo e o tempo foi-se... Tem um tempinho amanhã?
    Beijinho
    Inês

    ResponderEliminar
  2. Primeiro que o tempo se desvaneça no tempo, temos mesmo é de ter tempo para cuidarmos de nós, depois vem o resto e não é eguismo, é o estarmos bem e preparados para termos tempo para os outros!!

    ResponderEliminar
  3. Quando falamos em "matar o tempo", o tempo passa e vai-nos matando. Podemos perder tudo ou recuperar tudo, o tempo perdido jamais será recuperado.
    BJS

    ResponderEliminar
  4. LUÍSA

    Grande (em qualidade) e forte (como força poética) este teu maravilhoso "A PRESSA DE VIVER. VIVER APRESSADO".
    É uma importante chamada de atenção para as pessoas (como eu, por exemplo) que estão toda a hora na Web...
    O tempo escoa-se e perdemos muito do real da vida.

    Tenho que repensar o futuro, muito brevemente.
    Aceitam-se conselhos e sugestões !

    Um beijo grande (entre o tac e o tic)

    ResponderEliminar
  5. Sem dúvida!
    Às vezes esquecemo-nos de o aproveitar e de lhe dar o tempo necessário para nós próprios e para os outros...
    Um texto simples e tão bonito!

    Beijinhos Luísa!

    ResponderEliminar
  6. Luísa lembra?

    Enquanto o tempo
    Acelera e pede pressa
    Eu me recuso faço hora
    Vou na valsa
    A vida é tão rara... (Lenine)

    Beijos!

    : )

    ResponderEliminar
  7. Qualquer Tempo

    «Qualquer tempo é tempo.
    A hora mesma da morte
    é hora de nascer.

    Nenhum tempo é tempo
    bastante para a ciência
    de ver, rever.

    Tempo, contratempo
    anulam-se, mas o sonho
    resta, de viver. »

    Carlos Drummond de Andrade, in 'A Falta que Ama'

    ResponderEliminar
  8. No seguimento do QUALQUER TEMPO que a MENINA do MAR evocou do Drumond,
    eu recordo o que Bertrand Russel disse:
    " O tempo que gostas de perder, não é tempo perdido".

    Um beijo para cada uma.

    ResponderEliminar
  9. O tempo que gostamos de perder é tempo investido...PORQUE GASTO COM PRAZER.

    Bijinhos ternos a todos que por cá gastam o seu tempo!

    ResponderEliminar
  10. O tempo nunca se perde, pois o facto de sentir a vida, as pulsações,enriquece o nosso dia a dia. E o tempo que perdemos com os outros é o que nos torna ocupados e úteis para alguém.
    E para o João, aqui deixo um simples conselho:Em cada três segundos, ocupa o tempo de alguém que aprecia com prazer aquilo faz.
    Um beijo,
    Judite

    ResponderEliminar
  11. Desde que o meu filho nasceu passei a valorizar muito mais o tempo. Cada minuto é aproveitado para apreciar o momento da vida dele. E mesmo tentando aproveitar cada passo da vida dele,sinto o tempo a escapar sem o gozar a 100%...

    Vivam cada momento com a maior intensidade possível.

    Beijos.
    Sónia

    ResponderEliminar
  12. Sónia,
    que agradável visita!
    Pois os filhos têm este efeito em nós! E nós, como pais responsáveis, devemos-lhe todo o tempo do mundo. Em poucos anos, temos o retorno desse valioso investimento neles.
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  13. Eu também estou a crer concordar Sonia...Os pais criam filhos por amor.
    Que dia ...que tempo!
    Nem merece!!!
    Mt bjs

    ResponderEliminar

Olhares de perto