segunda-feira, 8 de junho de 2009

Um presente dos céus


Escureceu de repente! Levantou-se um vento suave, inesperado!
A claridade do dia esfumou-se...escureceu!
Ouvia-se o silêncio ... Via-se algo que ofuscou!
Tudo escuro, cinzento e sombrio,
Mas algo ao longe brilhou e prometeu maravilhas
Quem o viu desejou nele poder passear, dançar, rodopiar até!
Desejou nele descer em jeito de escorrega, rumo ao pote de oiro que tem no seu sopé!
Veio de surpresa!Lindo e sereno como que de um presente se tratasse...
Ofereceu-se, brindou-nos e, em jeito de magia, desapareceu novamente no céu...
O brinde, fez-se em chuva que caiu intensamente como que para nos despertar...
E dele podermos, maravilhados, falar!

13 comentários:

  1. Tão belo espectro, essas palavras que translucidas como as as gotícolas que nos presenteiam com o colorido solar.
    A Natureza pura.
    BJS

    ResponderEliminar
  2. Parece mesmo magia...eu adoro ver o arco-íris!
    Faz-nos fantasiar!

    Beijinhos Luísa

    ResponderEliminar
  3. Também o vi hoje, estava lindo a colorir o céu!

    Beijinhos,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  4. Bem captado por ti este arco-íris.
    Como dizes, é coisa de magia.
    A tua poesia está uma delícia. Muito bonita.
    Mas, ao contrário do arco-íris, aqui fica, não desaparece.

    Parabéns! Estás com muita garra e empenho.

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  5. Charlotte,
    respira-se delicadeza e simpatia nas tuas palavras.

    Ana Martins,
    apanhei o arco-íris do varandim cá de casa!Foi um belo momento, acredite!

    João Menéres, estimado SENHOR!
    Um dia antologia, outro prosa em aprendizagem...
    Apenas disserto sobre o que vejo,
    inspirada pela imagem!

    A todos,
    MUITO OBRIGADA PELO VOSSO OLHARDEPERTO!

    ResponderEliminar
  6. Linda imagem, Lindo texto! Acabei de descobrir que o arco iris começa e acaba onde a nossa imaginação o quiser!
    Beijos

    ResponderEliminar
  7. Menina do Mar,
    o arco-íris começa na esperança de encontrar o tesouro...Há sempre um pote de oiro em cada arco-íris!
    Obrigada pela brisa do teu mar no olhar de perto!

    ResponderEliminar
  8. E o tesouro estava lá certamene...
    Bendita chuva a de ontem que despertou tanta gente!
    beijos:)

    ResponderEliminar
  9. Zinha,
    mana mais velha, querida!
    A chuva de que falo não é ácida!
    A corrosão já estava instalada, não te parece?
    Apenas mudaram os macacos.A selva vai continuar a mesma, lamentavelmente.
    Beijinho terno, da mana mais nova!

    ResponderEliminar
  10. Pena que assim penses...eu ainda acredito num Portugal novo e com esperança.
    beijos

    ResponderEliminar
  11. Um arco-íris,
    também chamado arco-celeste, arco-da-aliança, arco-da-chuva ou arco-da-velha...

    7 arcos e 7 cores!

    Lancei meu olhar de perto e vi beleza
    na tua ilustração, Luísa!

    Beijos!

    : )

    ResponderEliminar
  12. e não é preciso procurar o fim... porque está e reside em ti!

    ResponderEliminar
  13. bela, belos os arco iris ,eu ao ver eles fico até emocionada, na minha casa tenho um prisma colocado na janela e qdo bete o sol nele, minha sal se enche de arco.iris passeando e de todos os tamnhaos, ...lindo. lindo..é um meu momento magico...
    obrigada pelo teu comentario, beijo, myra

    ResponderEliminar

Olhares de perto