segunda-feira, 22 de junho de 2009

Ser Português


Ser português é gostar de festejar!
É ser-se apreciador dos Santos Populares e render-se às suas festividades!
Ser português é apreciar a brasa acesa pronta para o pingar da sardinha!
É trazer nos cabelos o seu cheiro e lamber os dedos como uma menina!
É ter a broa como prato, os dedos como talher e o sorriso de portuguesa, sendo mulher!
É andar à roda ao som de música popular! Trautear popularismos a S. João,
Escrever quadras de rima métrica ditadas pelo coração!
É assar os pimentos, regá-los de azeite virgem e alho
Comer à mesa, sentadas em bancos corridos, sentados ao orvalho!
É corar de tanta risada, de tanto balão lançado, de tanto vinho provado!
É correr nas ruas, ouvir piropos marotos lançados às moças
Gostar de cantar e tocar, mesmo sem voz ou acordeão!
É fazer festa, em qualquer noite de S. joão!

8 comentários:

  1. Belo S. João
    Com Alho Porro ou Martelinho
    Que grande comemoração
    Para o grande e o pequenino

    (Ops até rimou)

    OBS:
    Não deixar queimar as sardinhas

    ResponderEliminar
  2. E vivam os Santos Populares!

    Beijinhos,
    Ana Martins

    ResponderEliminar
  3. Noite de São João
    Kledir Ramil - Pery Souza

    Era noite de São João
    E eu saia com meu irmão
    De bigode de rolha
    E chapéu novo em folha
    Brim Coringa e alpargata

    Toda noite de São João
    Eu sonhava em pegar da mão
    De uma prenda bonita
    De vestido de chita
    E Maria Chiquinha

    Soltando foguete (tchê)
    Pulando fogueira (há)
    Era noite de São João

    Toda noite de São João
    A quermesse era um festão
    Bandeirinhas no arame
    De papel celofane
    Pau de sebo e de fita

    Era noite de São João
    E depois de comer pinhão
    Vinha pé-de-moleque
    Puxa-puxa e um pileque
    De caninha ou de quentão

    Soltando foguete (tchê)
    Pulando fogueira (há)
    Era noite de São João

    Era noite de São João
    Cordeona com violão
    Esquentavam as moça
    E eu nesse bate-coxa
    Não podia me segurar

    Toda noite de São João
    Eu voava que nem balão
    Namorava as estrelas
    Que são primas terceiras
    E afilhadas de São João

    Soltando foguete (tchê)
    Pulando fogueira (há)
    Era noite de São João.

    Uma música da minha terra.

    Viva São João!
    Beijos!

    ResponderEliminar
  4. Passando pra deixar um beijo e meu carinho minha querida!
    Ótima semana pra você!

    ResponderEliminar
  5. bastante legal esse texto, não sabia que o povo português tinha apego a São João.

    aqui no Brasil já se comemoram as festas juninas. para mim, a melhor época do ano.

    ResponderEliminar
  6. Ser português é tudo isso mas...
    É também ser um ser sem ser num país que vive num faz de conta permanente com sede em S.Bento onde uma quadrilha de seres minuto a minuto tece armadilhas para acabar com a vontade de festejar!
    Gostei do que li mas não gosto realmente deste Portugal que não esquece as tradições mas perdeu a coragem.

    ResponderEliminar
  7. Confesso que não sou muito adepta das festas dos Santos Populares, mas gosto dos belos grelhados, da boa risada e da alegre cantoria...mas em festas mais particulares, com amigos e família:)

    Beijinhos Luísa!

    ResponderEliminar
  8. Ser Português é ser furor, ser vida, ser saudade, ser fado!
    Beijos!

    ResponderEliminar

Olhares de perto