sábado, 24 de maio de 2014

Registos

Não tenho imagens para colar
nem genica para as tirar!
Poderia estragar o álbum
ou apenas a beleza moderar!
Não sei registar o olhar
pela lente que engole o mundo!
Sei apenas apanhar o ar
num momento mais oportuno!
Arriscarei novamente,
quando a máquina tiver nova lente...
...e o mundo, de Verão, se apresentar!
Até breve!

4 comentários:

  1. Ai, Luísa...com tanto para fotografar aí no Cávado, junto à antiga ponte !...
    Mas, se poetares como sempre tens feito, nós já ficaremos bem !
    Não te ausentes ( a não ser que haja outro motivo, claro ).

    Um beijo muito amigo.

    ResponderEliminar
  2. Sempre se podem guardar as imagens na retina que há em nós.

    ResponderEliminar
  3. Entretanto, que o Olhar de Perto possa continuar a pintar com palavras...

    ResponderEliminar
  4. Aqui a imagem não faz falta nenhuma, as palavras mostram tudo.
    Beijo. Fi

    ResponderEliminar

Olhares de perto