sexta-feira, 16 de maio de 2014

Vou saltar o friso

foto da net

Sentada à janela vi o mundo pintado sem cor
Foi quando os olhos perceberam que a terra tem sede de amor!
Vive o seu ritmo agitado,
chega a abraçar o filho desorientado,
mas quando lhe cobra valor,
percebe que o tom está desbotado!
Vou saltar o friso,
levar um pouco de cor...

9 comentários:

  1. E melhor não saltar, parece- me um pouco alto... Lindo poema,palavras sábias. Parabéns com ASAS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ASAS,
      saltarei até que a cor do sol me doa!
      Bjnhs

      Eliminar
  2. Uiiiiii, e como é preciso saltar o friso insidioso, que o comodismo vai tecendo à nossa volta....
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  3. Se saltares ( no que não aconselho ! ), e vires o meu computador, manda que mo entreguem, por favor !
    Sou um macdependente !

    Um beijo e bfs ( antes que a temperatura baixe e o tempo pior ).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ah! Querido amigo, o computador fugiu para que te permitas ver as cores do mundo...
      Bjnhs

      Eliminar
  4. Lindo! É nossa obrigação levar um pouco de cor a este mundo pintado sem cor. Parabéns pelo poema. SILVANA

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, D. Silvana! Temos mesmo que fazer com que o mundo seja colorido!
      Vou tentando...

      Eliminar
  5. percebe que o tom está desbotado!
    Certo....por favor ..un pouco de cor!
    As veces non percibimos ...
    Luisa fai "vidente o evidente"

    ResponderEliminar

Olhares de perto