quinta-feira, 10 de julho de 2014

(A)Mar

foto da net

Sente o mar com o olhar,
 embala no som das ondas,
ouve-lhe o ritmo,
 saboreia a agitação da chegada
 e deixa-te ficar!
Quantas notas se junta para te cantar, mar?
Quantas palavras se ensaiam para te fotografar, mar?
Tantas quantas as melodias cantadas
em telas pintadas de amar o mar!
Ouves-nos olhar-te?




7 comentários:

  1. Ai, Luísa que susto me pregaste !
    Pensei que eras tu e no perigo que corrias !

    Mas preferiste cantar o Mar...
    Ainda bem, pois ele está orgulhoso de o teres pintado com essa música melodiosa.

    Gostei ( e muito ) !

    Um beijo.

    ResponderEliminar
  2. Muito lindo te ler!!SEMPRE! bjs, chica

    ResponderEliminar
  3. saboreia a agitação da chegada
    e deixa-te ficar!
    levasme a sentir ..a olir o mar,
    saborearei...e ficarei....Graciñas

    ResponderEliminar
  4. "Sente o mar com o olhar, embala no som das ondas,ouve-lhe o ritmo, saboreia a agitação da chegada e deixa-te ficar!"
    adorei o poema no geral, mas esta parte esta demais, mto bem, continue escrevendo, esta cada veis mais no ponto, hahahahahahaha!

    ResponderEliminar
  5. Belo poema sobre o mar. Gostei "ouves-nos, olhar-te?". Ouve, escuta , sente e amacia a acalma a alma quando cuidadosamente entramos mar adentro para tomarmos um bom banho. O tempo está propício a isso. SILVANA
    (eliminei sem querer o comentário, daí ser eu a publicá-lo. Obrigada, D. Silvana)

    ResponderEliminar
  6. Para cantar o mar serão insuficientes as sete notas setenta vezes sete, numa escala infinita...
    Ainda assim, cantemo-lo à nossa escala. Parabéns.

    ResponderEliminar
  7. Juntemos-lhe a vogal primeira,
    ao mar, e deitemo-nos puros
    nos lençóis de espuma... ao luar.

    ResponderEliminar

Olhares de perto