sábado, 5 de julho de 2014

Leituras de ti em mim

foto da net

Sei que pelo menos aqui me lês,
que me levas em letras para dentro de ti
e que me guardas em texto versado!
Lês-me  no verso de mim,
no rascunho ensaiado,
no excerto de memória escrita
num qualquer papel...hoje já amachucado!
Sei que pelo menos aqui me lês!


11 comentários:

  1. Nem preciso que escrevas para sempre te ler !

    Um beijo, Luísa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tu és um leitor especial, João!
      ;-) Bjnhs

      Eliminar
  2. Não me chega ler aqui. Quero um livro com todos os poemas que até agora fez para o ter na minha mesinha de cabeceira ao lado da Bíblia. Bjs. Silvana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem sabe um dia, querida Silvana!
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Só a leio aqui, é verdade, mas leio-a para além das palavras escritas.
    Tal como o blog: "um olhar para além daquilo que se vê(...)"

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hum!
      Que leitura chata esta sua, não?
      bjnhs

      Eliminar
  4. Que talento! Dizer tanto sem gastar as palavras.
    Beijinhos. Fi

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Talento? Este foi um texto escrito ao relento do tempo....
      Saiu assim!
      Bjnhs Fi!

      Eliminar
  5. Vejo na resposta ao comentário anterior que o talento, por modéstia com certeza, é coisa pouca. Não me parece que seja pela profundidade da mensagem e pela precisão das palavras.
    Parabéns.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hum! Como devo interpretar as suas palavras, Agostinho?
      ;-)

      Eliminar
  6. Parece-me desvalorizar o seu talento (que mostra em qualquer circunstância - como se tem visto - até ao "relento".

    ResponderEliminar

Olhares de perto